Rebolation, Revolution & Love Artigos, Inovação

Se existe uma coisa que admiro é a capacidade do povo baiano introduzir novos ritmos musicais e novas maneiras de dançar em espaços de tempo muito pequenos.

O carnaval de 2010 foi marcado pela febre do rebolation. Pela televisão, podia-se observar centenas de pessoas com as mãos para cima e rebolando enquanto a música corria solta.

E o que é rebolar(*) ? É gingar o quadril, requebrar, bambolear ou saracotear. Coisa que não é nenhuma novidade. Quem não se lembra, como eu, das cabrochas das escolas de samba e seu requebrado? Ou de Elvis Presley, o rei do rock´n´roll, cujo apelido era Elvis, the pélvis?

Mas o que mais me fez pensar foi o fato que a palavra rebolation, além de rebolar, poderia ser desmembrada em re + bolar. E aí, novamente buscando a ajuda do dicionário, vi que bolar (*) significa arquitetar, conceber, ou seja, desenvolver algo novo na mente. Trazida ao mundo dos projetos, sistemas e serviços, bolar nada mais é do que inovar.

Seguindo esta linha de pensamento, posso afirmar que rebolation nada mais é do que reinovação, isto é, desenvolver idéias para melhorar constantemente o que já existe.

Ao nos aprofundarmos neste conceito, qualquer rebolation vai causar uma revolution. E aqui, mais uma vez, chegamos a re + evolução (*), onde evolução significa o desenvolvimento progressivo de uma idéia, acontecimento , ação, etc. Ao agregarmos o prefixo re – , encontramos que revolução (*) significa a ato de causar uma notável mudança.

Ao aplicarmos a mesma linha de raciocínio no mundo dos negócios, percebemos que revolution nada mais é do que criatividade, isto é , a materialização da rebolation.

Portanto, mais uma vez, percebemos que inovação e criatividade são irmãs siamesas presentes neste mundo cada vez mais volátil e instável onde mudanças estão ocorrendo m um piscar de olhos.

E é este binômio que gera lucro e faz girar o dinheiro e a economia. Quer se queira ou não, o dinheiro é a mola do mundo, pelo menos do ponto de vista material.

Bom por um lado, pois faz as pessoas terem mais acesso a um número maior de bens, serviços e produtos, mas mal por outro, porque pode se tornar um motivo para que as pessoas trabalhem cada vez mais e acabem perdendo sua saúde. Existem inúmeras pessoas que ganharam muito dinheiro enquanto ativas e que depois gastaram tudo para cuidar de sua saúde quando se tornaram mais velhos e inativos.

Mas ainda há uma terceira palavra que pode funcionar como o elemento de equilíbrio nesta equação; e, esta palavra é Amor (*), aquele sentimento que dedicamos a outra pessoa ou a alguma coisa.

Quando nos dedicamos com Amor ao nosso trabalho, aos nossos familiares, aos nossos amigos, à pessoa amada, estamos, sim, saindo de dentro de nós mesmos e nos “jogando” para o objeto deste Amor.

Particularmente com relação ao trabalho, a pessoa que desenvolve sua atividade com Amor, que se dedica de corpo e alma à sua atividade, é aquela que segue sua vocação. E quem segue sua vocação sempre trabalha com brilho nos olhos, não se cansa e faz de seu trabalho uma diversão.

Mas agora você poderia perguntar: em um mundo que está sofrendo mudanças constantemente, existirá espaço para o Amor? Claro que sim, pois o Amor é a base de todos os princípios e valores que norteiam nossas vidas.

Particularmente, escolhi quatro “derivados” do Amor que devem estar presentes no coração e na mente das pessoas quando quiserem estabelecer uma relação, seja ela afetiva ou profissional.

Na área corporativa, se partirmos da premissa que empresas só existem porque são compostas por pessoas, fica claro que princípios e valores individuais irão se aglutinar aos de outras pessoas que, nas empresas, irão reger o seu próprio modo de ser corporativo.

Entre os inúmeros derivados do Amor, escolhi quatro visto que, na minha opinião, devem fazer parte do cotidiano de cada Ser Humano e que, no futuro, possam se transformar nos quatro pilares nos quais se sustentarão as empresas vencedoras. São eles:

  • Confiança (*), segurança e bom conceito que inspiram as pessoas de probidade, talento, descrição, etc.;
  • Respeito (*), reverência, honra;
  • Transparência (*), limpidez, sinceridade, pureza; e
  • Ética (*), estudo dos juízos de apreciação referentes à conduta humana, susceptível do ponto de vista do bem e do mal, seja relativamente a determinada sociedade, seja de modo absoluto.

Ao analisarmos mais profundamente estes quatro conceitos, podemos perceber que são os pilares ou alicerces de qualquer relação duradoura, seja ela amigo-amigo, esposo-esposa, empresa-colaborador, etc.

Se não houver confiança, respeito, transparência e ética entre as partes, fatalmente a relação entre elas caminhará para o fim. Você, leitor ou leitora, deve conhecer várias histórias de relações que acabaram porque faltavam estes “derivados” do amor.

Por isso, acredito piamente que estes “derivados”, se estiverem presentes em todos aqueles que praticam rebolation e revolution em todos os aspectos de suas vidas, são aqueles que se tornam os donos de seus próprios destino e líderes de suas próprias vidas. E acabam ganhando dinheiro e preservando sua saúde.

Se você acha que ainda não é uma delas, entre para o bloco do “rebolation, revolution & love” com seu corpo, sua mente e sua alma e transforme-se em uma delas.

Seja, ou procure ser, uma pessoa holisticamente feliz.

(*) Ferreira, A.B.H. – Novo dicionário da língua portuguesa. 2ª ed., Rio de Janeiro, 1986.

Luiz Roberto Fava

Autor: Autor: Luiz Roberto Fava

Especialista em Endodontia, palestrante de Qualidade de Vida Integral.

Rebolation, Revolution & Love
0 votes, 0.00 avg. rating (0% score)

Últimos Comentários

  1. Ronaldo Costa

    Atual e criativo são apenas dois adjetivos que posso aplicar a este artigo, Dr. Fava!!! Parabéns!

    Mantenho um blog sobre Gestão da Qualidade, e gostaria muito de replicar este seu artigo na seção de “Autores Convidados”, onde publico matérias que encontro e que considero interessantes; claro que com os devidos créditos e link.

    Um grande abraço!

  2. Administrador

    Olá Ronaldo,

    Conversei com o Dr. Fava, o qual não conseguiu entrar para responder ontem, e pode ficar à vontade para usar o texto em seu blog.

    Obrigado!

  3. Danilo Chucralla Chaccur

    Querido Fava, achei simplesmente fantástico o site!
    Você merece todo sucesso, porque sempre trabalhou e trabalha com brilho nos olhos ( como vc mesmo coloca! )
    Um abraço,
    Danilo

  4. Roberto Rodrigues

    Dr. Fava;

    Parabens por este e outros artigos que li!
    Sou consultor Empresarial, bem como lido com planejamento financeiro de Individuos e familias (Family Oficce e Holding familiar), onde percebo que, muito do que falta às pessoas, como as empresas tambem; sao atitudes e decisoes pautadas nas realidades que voce comenta. Assim, o AMOR tem de estar presente em tudo, sempre, precedido por: ◦Confiança (*), segurança e bom conceito que inspiram as pessoas de probidade, talento, descrição, etc.;
    ◦Respeito (*), reverência, honra;
    ◦Transparência (*), limpidez, sinceridade, pureza; e
    ◦Ética; segundo voce. Concordo plenamente…

    Saudaçoes.

    Roberto Rodrigues
    Gestor Fundo de Pensão – Bradesco
    Consultor – Professor – Palestrante
    (34) 9977.5975 – 3292.5900
    Consultoria Financeira, Comunicação Integrada, Marketing, Endomarketing e Vendas.

    “Gênio é aquele que tem a capacidade de enxergar o óbvio”.

Deixe um Comentário