Mindset – A ferramenta para criar seu próprio futuro Artigos, Crescimento Pessoal

A capacidade de pensar é característica única do ser humano.

Cada um de nós carrega dentro de si um conjunto de crenças, valores, princípios, experiências, etc., que constituem seus modelos mentais os quais, na língua inglesa, é conhecido por mindset.

Pode-se definir o mindset como:

  • forma individual de pensar;
  • mentalidade de cada um em relação à vida;
  • maneira de pensar;
  • atitude mental;
  • programação mental;
  • maneira de perceber (“enxergar”) o mundo onde vive.

Desta forma, um modelo mental também é um conjunto de sentidos, pressupostos, regras de raciocínio, influências, que nos levam a fazer uma determinada interpretação sobre qualquer coisa ou situação. Nossa reação a qualquer problema, situação ou circunstância vem em consequência de como as encaramos.

Frente a uma determinada situação, dois indivíduos podem reagir de forma diametralmente opostas, cada um reagindo de acordo com seu modelo mental.

Por isso não existem modelos mentais certos ou errados visto que aquilo que é certo para um pode ser errado para outro. Nossos pensamentos, sentimentos, ações e comportamentos traduzem aquilo que acreditamos e que constitui a nossa, e particular, realidade. E a minha realidade é só minha, individual, não sendo, obrigatoriamente, a realidade do outro.

Se pudéssemos imaginar que dentro da nossa caixa craniana existisse um computador, o cérebro seria o hardware e a mente seria o software, aquele programa que pode ser atualizado ou substituído por um melhor. A mente depende do cérebro para se expressar no plano físico; a mente pensa e o cérebro executa.

Veja o seguinte exemplo: 3.094.576. Olhando de maneira descomprometida, este número pode não ter nenhum significado. Mas, se este número aparece no balanço de uma empresa depois das palavras receita líquida depois dos impostos e precedidas pelo símbolo US$ ou €, a coisa muda radicalmente, embora o número permaneça o mesmo.

Características do modelo mental

Todo modelo mental apresenta algumas características:

1- ele é único e está inserido no universo de nossos pensamentos e sentimentos;

2- ele é criado pelas nossas experiências de vida e pelos nossos julgamentos, originados de nossas crenças, suposições, valores, princípios, etc., e que se traduzem em nossas ações e comportamentos;

3- ele se constitui em um modelo imperfeito da realidade visto que cada indivíduo vive a SUA realidade, como mencionamos acima. Não vemos as coisas como elas são e sim como nos parecem (Talmude);

4- ele governa nossas ações, como um artista comanda marionetes, manipulando os fios de nossas possibilidades futuras;

5- ele cria um mundo que nós, coletivamente, compartilhamos. As mudanças deste mundo requerem mudanças daquilo que supomos e acreditamos para mudar nossas atitudes;

6- ele cria “pontos cegos” por limitar a percepção de infinitas possibilidades. Quando focamos muito em apenas uma coisa, tendemos a não perceber muitas outras possibilidades que ficam perdidas pelo caminho;

7- ele pode ser mudado.

Em resumo; tudo aquilo que está dentro de nós (crenças, princípios, valores, suposições, etc.) manifestam-se, no mundo exterior, pelas nossas atitudes, as quais podem ser mudadas e/ou transformadas para atrair um número imenso de novas possibilidades, tanto a nível individual como coletivo.

Nossos modelos mentais não só modelam e formatam nossa vida diária mas também criam o mundo e a realidade onde vivemos. E, se quisermos criar um mundo de infinitas possibilidades, necessitamos mudar nossos modelos mentais, criando uma “cultura de mudança” dentro e fora de nós, de forma contínua e ininterrupta.

Buda, um dos grandes mestres da humanidade, ensinava: a lei da mente é implacável. O que você pensa, você cria; o que você sente, você atrai; o que você acredita, torna-se realidade.

Isto significa que nossos pensamentos e sentimentos vão gerar ações que nos levarão a resultados. E, para que se obtenha resultados diferentes e melhores, necessitamos mudar nosso modelo mental para que sejam geridas ações também diferentes.

Não devemos esquecer que nossos pensamentos e sentimentos estão em constante vai-e-vem na nossa mente. Entretanto, é pelo livre arbítrio que cada um de nós pode escolher como reagir a uma determinada situação, problema ou circunstância.

Talvez por isso, diferentes opiniões, percepções, ações, não geram problemas por si mesmas. Os conflitos acontecem quando um indivíduo crê que a SUA maneira de encarar uma situação (seguindo seu modelo mental) é a maneira correta de encara-la.

Assim, temos que ter consciência plena de que são nossos modelos mentais que determinam nosso estilo de vida, nossa qualidade de vida integral, a formação do nosso caráter, a consolidação dos nossos hábitos e, ao final, a determinação do nosso futuro e do nosso destino.

Por outro lado, ter esta consciência pode apresentar duas facetas, uma positiva e outra negativa.

O lado positivo em se ter esta consciência é que os modelos mentais são individuais e diferentes e que um mesmo fato ou circunstância pode ser visto, percebido ou interpretado por diferentes pontos de vista.

O lado negativo é que os indivíduos se “apegam” aos seus modelos mentais e tem muita dificuldade em abandona-los em favor de coisas melhores para acompanhar o ritmo das mudanças que ocorrem continuamente no ambiente onde estão inseridos.

Quando alguém vê o novo com os mesmos olhos velhos, só continuará a ver o velho.

“Quebrar” ou mudar modelos mentais não é algo fácil pois é necessário esforço para mudar pensamentos e sentimentos para buscar uma nova forma de agir que nos faça sentir melhor e mais equilibrados entre as nossas oito áreas (física, emocional, intelectual, profissional, financeira, lazer, relacionamentos e espiritual).

Você já tem consciência plena disso?

Luiz Roberto Fava

Autor: Autor: Luiz Roberto Fava

Especialista em Endodontia, palestrante de Qualidade de Vida Integral.

Mindset – A ferramenta para criar seu próprio futuro
0 votes, 0.00 avg. rating (0% score)

Deixe um Comentário