Brasil – Um país mais obeso e hipertenso Artigos, Qualidade de Vida, Saúde

obesidade-hipertensao-saude-1 No mês de abril foram publicadas na imprensa brasileira os resultados das pesquisas sobre obesidade e hipertensão em brasileiros, realizadas pelo Ministério da Saúde. Resolvi transcrever estes resultados porque acho essencial que você, caro leitor ou leitora, se    auto-avalie em relação a estes fatores, que podem lhe levar a ter um infarto agudo do miocárdio, um acidente vascular cerebral (derrame) ou, até mesmo, levá-lo (a) ao óbito. Não irei escrever nada sobre estes dois temas. Apenas reproduzir os números da pesquisa sendo que as conclusões eu deixo a critério de cada um.

obesidade

De uma forma geral: a – a população,como um todo, homens e mulheres, está com mais sobrepeso e mais obesa; b – não existe influência da escolaridade no sobrepeso. Mas, entre as mulheres, quanto maior a instrução, menor a taxa de excesso de peso; c – as capitais brasileiras com mais adultos com sobrepeso foram: Porto Alegre (55%), Fortaleza (54%) e Maceió (53%). Os países americanos com maior número de pessoas obesas (em %) são: Estados Unidos (27,6%), Chile (25,1%) e Argentina (20,5%).

hipertensao

De uma forma geral: a – a porcentagem de brasileiros com diagnóstico de hipertensão (em %) vem caindo a partir de 2009; b – a hipertensão aumenta com a idade, tanto em homens como em mulheres, mas está mais presente nas mulheres, independentemente da faixa etária; c – quanto menor a escolaridade, maior é a taxa de hipertensão,sendo as mulheres as mais atingidas. d – os “gatilhos” para a hipertensão são: cigarro, obesidade, colesterol alto, depressão e alta ingestão de sal, gorduras, açúcar e carboidratos. e – com relação ao sal, um adulto deveria ingerir diariamente apenas 5 gramas (ou 2 gramas de sódio), mas consome de 12 a 15 gramas, sendo que 76% do sal consumido por dia vem de produtos industrializados As capitais brasileiras com maior número de pessoas hipertensas foram: Rio de Janeiro (29,8%), Recife (26,1%) e Porto Alegre (25,7%). Todos estes dados foram coletados das reportagens publicadas no jornal Folha de São Paulo dos dias 11 e 27 de abril de 2012. Na minha modesta opinião, e pelo andar da carruagem, se você não fizer nada por você mesmo (a), provavelmente algo de ruim lhe espera mais à frente. Fica o alerta. Finalizo empregando uma frase já empregada em um dos meus textos: você está se suicidando sem perceber. Pense seriamente sobre isso!

Luiz Roberto Fava

Autor: Autor: Luiz Roberto Fava

Especialista em Endodontia, palestrante de Qualidade de Vida Integral.

Brasil – Um país mais obeso e hipertenso
0 votes, 0.00 avg. rating (0% score)

Deixe um Comentário