“Flora bacteriana” mental Artigos, Crescimento Pessoal

procrastinacao-atitudes

Bactérias, vírus e fungos são seres capazes de causar doenças em humanos, animais e vegetais.

Dependendo de sua virulência (capacidade de ataque) e, em contrapartida, das forças de defesa do organismo atacado, esta batalha poderá causar resultados ruins e até fatais para o organismo atacado.

É fato concreto que a alguns ramos da Ciência, como Medicina, Veterinária e outros ramos a elas relacionados, muito tem contribuído para a erradicação das doenças causadas por aqueles agentes, com o desenvolvimento de terapias específicas aliadas a agentes medicamentosos eficazes.

Entretanto, a vida moderna tem servido como “meio de cultura” para o desenvolvimento de algumas “bactérias” que atacam diretamente a mente das pessoas e que são imunes a qualquer procedimento ou medicação externas.

O combate e a “morte” destas “bactérias” estão na razão direta de como a pessoa “doente” vai lidar com elas, não esquecendo que a vida moderna ocorre em um mundo que está constantemente se transformando em períodos de tempo muito curtos.

Considerando alguns tipos de comportamentos e condutas humanas, a “flora bacteriana” mental destes indivíduos está composta de algumas espécies altamente “virulentas”, tais como:

1 – Campylobacter preguiçozus

Este microrganismo está presente na mente das pessoas que sempre deixam para amanhã aquilo que poderia ter sido feito ainda hoje.

Estas pessoas procrastinam, adiam, são morosas e chegam até a ter aversão a qualquer tipo de trabalho ou atividade.

2 – Spirochaeta apaticus

Geralmente encontrada naquelas pessoas que tem como lema versos de algumas músicas de sucesso, como:

  • Deixa a vida me levar, vida leva eu…,
  • Todo dia ela faz tudo sempre igual…,
  • Eu nasci assim, vou viver assim, vou morrer assim…

Apatia, mesmice, rotina, não ter planos para o futuro e outros comportamentos semelhantes, são características das mentes infectadas por este agente patogênico.

3 – Actinomyces culpatus

Pessoas que tiveram experiências negativas no passado, seja por escolhas e atitudes que não surtiram os efeitos desejados, podem se sentir culpadas e carregar esta culpa pelo resto de suas vidas.

Esta “bactéria” faz seu portador ter sempre o seguinte pensamento: se não deu certo antes, não irá dar certo agora.

4 – Treponema culpatis outrem

“Bactéria” presente na mente daquelas pessoas que culpam a tudo e a todos pelos dissabores de suas vidas e acham que os outros é que são responsáveis pelas suas desgraças. Colegas de trabalho, a sogra, o vizinho, o dono da padaria, o governo, a religião, Deus e seja lá o que for, são considerados os “vetores” para a contaminação mental por esta “bactéria”.

5 – Staphylococcus negativistis

Mentes impregnadas por este “agente patogênico” são características das pessoas que se assemelham à hiena Hardy, aquela do desenho animado, e que vivem repetindo:

– Oh!, Céus!

– Oh!, Azar!

– Não vai dar certo!

Estas pessoas são aquelas que só sabem ver o lado ruim e negativo de qualquer situação.

6 – Peptostreptococcus rotulus

Esta “bactéria”, altamente patogênica, é encontrada nas mentes de uma vasta maioria de pessoas.

Tais pessoas são aquelas que, mesmo sem lhe conhecer ou conhecer pouco, já lhe põe um “rótulo”, uma “etiqueta” o que, em síntese, lhe tira a identidade e lhe generaliza.

A “imagem” que tais pessoas criam em sua mente a seu respeito passa a ser aquilo que você não é, mas o que parece ser.

7 – Streptococcus lector mentalis

Esta “bactéria” é característica daquelas pessoas que tem o poder de “ler” a sua mente, aquelas que sabem exatamente sua opinião ou o que você pensa sobre determinado assunto, mesmo que você ainda não tenha, ainda, manifestado sua opinião ou ter falado qualquer coisa a respeito.

8 – Pneumococcus previsionem futurus

Este “microrganismo” é devastador porque, além de fazer a pessoa não ter uma visão e/ou previsão de seu futuro, a inibe antes de por em prática qualquer iniciativa pessoal ou profissional, fazendo com que desista mesmo antes de começar.

9 – Fusobacterium demalis com omundus

Certamente você deve conhecer pessoas infectadas por esta “bactéria”. São aquelas que vivem de mal com o mundo, que estão sempre brigando até com a própria sombra. Aquelas que, por exemplo, reagem desta forma ao serem cumprimentadas:

– Bom dia.

– Bom dia por que?

Ou aquelas que, ao cruzarem com um amigo ou colega de trabalho e não são cumprimentadas por qualquer razão, acreditam que este amigo ou colega de trabalho está com raiva ou qualquer outro tipo de sentimento.

10 – Prevotella ego umbigus

Talvez a “bactéria” mais devastadora e patogênica de todas. Está presente naquelas pessoas que só conseguem ver o seu próprio umbigo. São pesoas egoístas e só se preocupam em satisfazer seus próprios interesses e a eles se apegam de forma ferrenha.

Também se consideram o centro de todos os interesses.

Convém lembrar que esta “bactéria” possui uma outra espécie: a Prevotella holofottis.

Caro leitor, cara leitora. Vivemos em um mundo globalizado, sem fronteiras de espaço e de tempo, dinâmico, vibrante e que se renova a cada dia.

Se você quiser acompanhar esta evolução, você, como um Ser Humano Integral, deve se preparar mentalmente para acompanhar estas transformações e estas mudanças. E uma das maneiras mais eficazes para isso é se livrar daquelas “bactérias” que podem estar “infectando” sua mente.

Aprender a “abrir” a mente e expandir a consciência são algumas características que, se ainda não marcam, certamente irão marcar o Ser Humano do século XXI.

Fava Consulting – Para viver com muito mais Qualidade

Luiz Roberto Fava

Autor: Autor: Luiz Roberto Fava

Especialista em Endodontia, palestrante de Qualidade de Vida Integral.

“Flora bacteriana” mental
0 votes, 0.00 avg. rating (0% score)

Últimos Comentários

Deixe um Comentário