O novo mundo do trabalho Artigos, Carreira, Recursos Humanos

trabalho-autoconhecimento-lideranca

Nesta entrevista concedida ao jornalista Patricio Bentes, em seu programa Visão Plural, na AllTV, eu e meu parceiro, o consultor Álvaro Ibañez Doria, respondemos às perguntas , não só do entrevistador, como às dos internautas participantes.

Todos sabemos que o mundo do trabalho, em função da globalização e da tecnologia,  vem sofrendo mudanças muito rápidas o que faz com que as corporações estejam preparadas e a postos para um amanhã incerto, mutável e que, a curto prazo deixará de ser o mesmo.

Durante a entrevista de, aproximadamente, 45 minutos, são tratados temas como liderança, equipes de alta performance, competências, bom humor, criatividade, inovação, produtividade e concorrência.

Ficou muito bem enfatizado que as pessoas deverão ser vistas pelos líderes como Seres Humanos integrais, portadores de corpo, mente e alma (coração). Ou seja, qualquer colaborador, independentemente de seu nível hierárquico, se não buscar seu autoconhecimento, certamente tornará o ambiente de trabalho não um catalisador de pessoas, mas um desagregador.

Neste cenário, certamente, as pessoas se sentirão desmotivdas, estressadas e infelizes. E todos nós sabemos os resultados decorrentes deste processo, tanto para as pessoas e as corporações.

Luiz Roberto Fava

Autor: Autor: Luiz Roberto Fava

Especialista em Endodontia, palestrante de Qualidade de Vida Integral.

O novo mundo do trabalho
0 votes, 0.00 avg. rating (0% score)

Últimos Comentários

  1. Franck Donizete Alves

    Parabens pela entrevista, fui demitido recetemente por minha gerênte nao concordar que você mantenha bom humor no trabalho e trasmita para sua .

    Grato
    Franck

  2. Luiz Roberto Fava

    Prezado Franck, lamento você ter sido demitido por algo que, acredito, seja de extrema importância na saúde e na produtividade do colaborador. Você pode ter a certeza que pessoas como a sua gerente não sobreviverão por muito tempo neste ambiente corporativo global. Pressão por resultados, atingir metas, continuarão a ser exigido das pessoas. Mas, se o ambiente for favorável, todos lucrarão. É tudo uma questão de atitude das pessoas. Grato pelo seu comentário e felicidades na sua recolocação. Fava.

  3. João Olaia

    Eu gostaria de saber como mudar a mentalidade de gente não escolarizada e pouco motivada realizando trabalhos braçais?

  4. Luiz Roberto Fava

    Olaia, todos nós, e a neurociência já provou, que usamos em torno de apenas 10% do nosso potencial mental. Quem sabe começando por aí? Se quiser, podemos conversar a respeito de forma privada. Abraços, Fava

Deixe um Comentário